Está terminando o ano e as empresas enquadradas no Lucro Real e Presumido (Aqui de SC) estão se preparando para, a partir de Janeiro de 2011, começar a emitir o SPED Fiscal. Entretanto, muitas pessoas ainda desconhecem o que é o SPED. Quem participou da palestra da Elisabete Bach (JB Software) conseguiu ter uma noção geral do que é o assunto, mas vamos detalhar aqui um pouco mais.
Explicação teórica (fonte):
O Sistema Público de Escrituração Digital – SPED, faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal e constitui-se em avanço inédito da informação digitalizada em relação aos fiscos da União, dos Estados e dos Municípios. O SPED é composto de três pilares distintos: Sped Contábil, Sped Fiscal e Nota Fiscal Eletrônica. Está a cargo da Receita Federal e das Secretarias da Fazenda dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios o processo de gestão, assim como a implementação de medidas de aperfeiçoamento no trato com os contribuintes com vistas a precisão das informações com base na fidedignidade dos dados por meio de Certificação Digital. (saiba mais)
Explicação prática:
O SPED, falando em uma linguagem bem clara, é a transmissão eletrônica de tudo o que a contabilidade faz ou fazia no papel. Esta transmissão (no caso do SPED Fiscal de SC, por exemplo) deve ser feita até o 10° dia do mês seguinte. Esta informação a ser transmitida, deve conter, a partir da base de dados do sistema (software) da empresa todos os documentos fiscais e outras informações de interesse dos fiscos federal e estadual, referentes ao período de apuração dos impostos ICMS e IPI (ou seja, entradas e saídas).
Para saber mais, participe da palestra com Roberto Dias Duarte, promovida pelo Núcleo de Jovens Empreendedores, que acontecerá no Grêmio Recreativo Pinhalense. Informe-se na ACIP – 49 3366 1016.
Ingressos com integrantes do Núcleo de Jovens Empreendedores OU Núcleo dos Contadores de Pinhalzinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *