No atual mundo concorrido, é fundamental para as empresas, seja qual for seu tamanho, um rígido controle de estoque. Não é um diferencial, é uma exigência, tanto do mercado, quanto do próprio cliente que, diante de uma falha da empresa no seu operacional, se frustra e acaba desconfiando da idoneidade do seu fornecedor.

Antes de mais nada, é importante conceituar o termo Controle.  Segundo Oliveira (2005, p. 427) explica que controlar é comparar o resultado das ações, com padrões previamente estabelecidos, com a finalidade de corrigi-las se necessário. Também é importante entender o que significa Gestão ou Administração. Administração é o ato de administrar ou gerenciar negócios,  pessoas ou recursos (grifo nosso), com o objetivo de alcançar metas definidas. É uma palavra com origem no latim “administratione”, que significa “direção, gerência”.

Levando-se em conta os referidos termos, Controlar ou Administrar o Estoque de uma empresa é manter um rígido domínio sobre os recursos, que são, portanto, o capital propriamente dito. É a venda ou consumo correto e controlado do estoque que vai gerar o lucro. Sabe-se que muitos empresários ainda não fazem a apuração correta dos recursos que tem em prateleira, mesmo sabendo que o processo é muito simples. Conforme pode-se observar na figura a seguir.

Fluxograma Representando Controle de Estoque Empresa Comercial
Fluxograma Representando Controle de Estoque Empresa Comercial

Com base no fluxograma, pode-se concluir que o estoque de uma empresa é muito simples. Em resumo, é o saldo das entradas oriundas das Notas Fiscais de compras subtraindo-se as saídas originadas pelas vendas. No caso de uma indústria ainda há a transformação. Neste caso, o processo tem uma variação, mas ainda assim, é fácil de entender. Observe a figura abaixo:

Fluxograma Estoque Empresa Industrial
Fluxograma Estoque Empresa Industrial

 

A indústria, diferentemente do comércio, não compra Mercadoria para revenda, e sim, Matéria-Prima. Esta, por sua vez recebe uma transformação e vira produto acabado, que vai para a prateleira. O controle de estoque é efetuado através da criação da Ficha técnica e a baixa da matéria-prima em estoque dá-se pela entrada de produto acabado constante na Ordem de Produção.

Agora que os conceitos foram desmistificados e o processo detalhado, resta saber qual a vantagem de fiscalizar e manter o estoque na ponta do lápis. É mais fácil começar pelas desvantagens. Empresário que não sabe seu estoque, não sabe o que comprou e, por fim, acaba não sabendo o que vendeu. Este, portanto, fica suscetível a roubos, desvios, podendo levar até mesmo empresa à falência, pois compra o que não deve na quantidade que não precisa.

Pode-se então que, a melhor maneira de vencer as nuances do mercado é manter os recursos da empresa bem controlados de forma que o empresário esteja mais preparado para uma possível época de crise ou mudança repentina de comportamento do mercado.

 

Referências:

OLIVEIRA,PAZETO Djalma.P.R, Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. 15. ed. São Paulo: Atlas, 2005. ISBN 85-224-4185-5
Significado de Administração. Acesso em 20 de Outubro de 2014.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *